segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Poesia

Em homenagem ao meu pai, Antônio Carlos, grande fã de Mário Quintana:

CANÇÃO DA PRIMAVERA
Primavera cruza o rio
Cruza o sonho que tu sonhas.
Na cidade adormecida
Primavera vem chegando.

Catavento enlouqueceu,
Ficou girando, girando.
Em torno do catavento
Dancemos todos em bando.

Dancemos todos, dancemos,
Amadas, Mortos, Amigos,
Dancemos todos até
Não mais saber-se o motivo...

Até que as paineiras tenham
Por sobre os muros florido!


POEMNHA DO CONTRA
Todos esses que aí estão
Atravancando o meu caminho
Eles passarão...
Eu passarinho!

Nenhum comentário: